É possível aliar produtividade e felicidade no trabalho?
Alfredo Bottone RH Estratégico - pré-lançamento
Pré Lançamento
3 de dezembro de 2012
Lançamento Insights de um RH Estratégico
Lançamento – Insights de um RH Estratégico
12 de dezembro de 2012

É possível aliar produtividade e felicidade no trabalho?

Alfredo Bottone - felicidade no trabalho

Crédito: Internet

Data:  07/12/2012 

Veículo:  Você RH

Por Alfredo Bottone

Clique aqui para visualizar a notícia no portal.

 

Como promover a felicidade no trabalho num ambiente cada vez mais estressante, com metas ousadas, restrições orçamentárias e exigência de alta performance? Por mais difícil que possa parecer, é possível sim aliar produtividade e felicidade. Se o ambiente tem fatores que cativam o colaborador, a motivação para o trabalho e no trabalho estará presente, e a energia será canalizada para se produzir mais e melhor. Investir apenas na remuneração do funcionário, por certo, deixou de ser uma fórmula de sucesso.

Metas ousadas devem significar desafios provocativos e positivos, através dos quais o empregado, ao mesmo tempo em que produz riqueza para a corporação, tem a percepção clara de que, no fim do processo, obteve ganhos tangíveis (carreira, novos desafios, remuneração variável) e intangíveis (reconhecimento não material, auto realização, etc.).

O gestor de pessoas deve ter sempre em mente que as pessoas passam grande parte do tempo no trabalho, e querem que esse lugar seja agradável, prazeroso e provedor de realizações pessoais e profissionais. O nosso resultado, enquanto “pessoa”, depende diretamente dessa experiência diária da rotina corporativa.

Produzir o máximo possível é desejável, mas perder a saúde e a qualidade de vida dos recursos humanos das companhias, é uma fórmula perigosa. Buscar resultados sem levar esse risco em conta é um caminho árduo. O elevado nível de competição não concederá trégua para essa busca incessante de se produzir mais com menos. Porém, essa trilha deve levar em conta o alinhamento das expectativas de todos os agentes: acionistas, dirigentes, gestores e colaboradores.

Cabe ao RH equilibrar e convergir os planos e propósitos de todos em uma só direção. E, para isso, as políticas e práticas devem criar um ambiente de forte estímulo à cooperação, à respeitabilidade, ao desenvolvimento e, enfim, à produtividade com ética. Nesse contexto movediço, a busca por lideranças bem preparadas para gerir pessoas é um fator crítico de sucesso no desafio de se obter performance de forma consistente e sustentável.

Pressão por produção não significa necessariamente estresse. Num ambiente altamente positivo, esse mal pode ser revertido em alta adrenalina, gerando sentimento de prazer e felicidade quando os resultados são alcançados ou superados. Nesse cenário, mais do que nunca, deve-se privilegiar a aprendizagem contínua e com qualidade.

A felicidade não é um objetivo, e sim uma é consequência do bom funcionamento das ideias acima descritas. É função do RH elaborar e coordenar estes fatores. Sem desconsiderar que causas externas podem influenciar a atuação do profissional, vale lembrar que as pessoas estarão mais preparadas para lidar com qualquer desafio num ambiente de colaboração, aprendizado e respeito.

Uma empresa feliz também é composta por orçamentos apertados, custos controlados e profissionais desligados — quando se faz necessário. A felicidade não é compatível com a permissividade e ausência de disciplina. Ela é aderente ao equilíbrio e desenvolvimento pleno das potencialidades de uma pessoa.

1 Comentário

  1. Tive o prazer a honra e satisfação de conhecer Bottone, quando ele trabalhou na CESP, em um momento de turbulência que passávamos em 1984 a 1989 conduziu as negociações Sindicais e com brilhantismo resgatou a auto estima de uma equipe que voltava da “guerra” toda esfacelada. Não é por menos que hoje está no lugar que está e quiça o futuro não esteja preparando outros louvores merecidos em posições muito maiores do que ele está hoje, mas para mim ele já possui o titulo de estar entre os dez melhores profissionais de RH do mundo.
    Estas brilhantes palavras acima redigidas eu tive o prazer de ver na pratica Bottone nos apresentando e fazendo se realizar, que pena que teve que ir embora, quanta falta quanta saldades.

    Receba meu Fraterno abraço Tonon e Neigmar

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *